santafe.gob.ar/noticias

O Conselho Econômico e Social de Santa Fe compareceu à Cimeira Mundial de Políticas Públicas

A cimeira celebrou-se, entre a passada quinta-feira e o sábado, na cidade de Salta. Nesse marco se realizou a terceira Assembleia do Conselho Federal Econômico e Social e um painel acerca das experiências dos conselhos econômicos e sociais do país.

La provincia O Conselho Econômico e Social de Santa Fe compareceu à Cimeira Mundial de Políticas Públicas.

Sábado 8 de octubre de 2016 O Conselho Econômico e Social da província de Santa Fe (CEyS), representado por sua coordenadora executiva, a Subsecretária de Desenvolvimento Estratégico, Maria Paz Gutierrez, esteve presente na cimeira Mundial de Políticas Públicas, “ Estendendo pontes, do consenso à ação”, realizada na cidade de Salta entre a passada quinta-feira e o sábado.

Nesse marco, na quinta-feira se levou a cabo a terceira Assembleia do Conselho Federal Econômico e Social (Cofes), que convocou a conselhos de províncias e cidades argentinas. Logo, na sexta-feira pela manhã, os representantes dos conselhos das províncias de Salta, Santa Fe e Chaco, e das cidades de Rosario, Rio Cuarto e Cidade Autônoma de Buenos Aires, dissertaram no painel: “ O Cofes, da lei à ação”, durante o qual se expuseram as funções e ações que são levados adiante em cada um de seus territórios. O painel finalizou com a assinatura de um documento que têm como propósito propor, ao Estado Nacional, que as opiniões do Cofes, sejam levadas em consideração, para assim poder realizar contribuições no desenho de políticas públicas.

Durante a Assembleia, Gutiérrez apresentou ao Conselho Econômico e Social de Santa Fe como, “ um âmbito novo de conciliação multissetorial, através do diálogo de instituições organizadas. Nosso desafio é construir o público a partir das contribuições e visões dos membros do CEyS, que são 36 instituições dos setores econômico, trabalhador e da sociedade civil de toda a província de Santa Fe. O conselho oferece a possibilidade de desenhar políticas públicas de modo colaborativo e responsável”, destacou a subsecretária de Desenvolvimento Estratégico da província de Santa Fe.

PAINEL COFES
No painel, “O Cofes, da lei à ação”, se expuseram as experiências dos conselhos provinciais do Chaco, Santa Fe, Salta e Cidade Autônoma de Buenos Aires, e dos conselhos municipais de Rosario e Rio Cuarto.

Em sua comunicação, Gutiérrez destacou que, “ o Conselho Econômico e Social inscreve-se na ampla trajetória que Santa Fe tem em matéria de participação cidadã e planificação estratégica. Este ano, o governador Miguel Lisfchitz abriu este espaço para a participação institucionalizada, para o diálogo social e diverso, além de ser um âmbito de consulta e um espaço de respostas e produção de conhecimento”.

Finalmente afirmou que, “A Cimeira Mundial de Políticas Públicas nos convida a repensar e colocar em crise os modelos tradicionais de gerência e desenho de políticas públicas, para voltar a pensar- de forma inovadora- como desenhamos e construímos e como seguimos em frente na sua implementação e seus processos de gestão”.

CIMEIRA MUNDIAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS
Sob o lema, “Do consenso à ação”, é um espaço de discussão e intercâmbio entre os governos, o setor privado e as organizações da sociedade civil. O encontro estribou em painéis, conferências e foros, nos que participaram reconhecidos políticos e especialistas na matéria.

Foi realizado com o fim de contribuir e avançar no desenvolvimento de novos modelos de políticas públicas, baseados na inovação e a criatividade, o compromisso das partes, a tolerância e o encontro de coincidências.

Participaram da Cimeira e assinaram o documento final os representantes dos conselhos econômicos e sociais: a coordenadora executiva do conselho de Santa Fe, Maria Paz Gutiérrez; o presidente do conselho de Salta, Julio Loutaif; o presidente do conselho do Chaco, Carlos Covic; pelo conselho da cidade de Rosario, sua coordenadora geral, Natalia Carnovale; pelo conselho da Cidade Autônoma de Buenos Aires, seu presidente, Federico Saravia; por Rio Cuarto, seu presidente, Miguel Angel Besso; e pela cidade de Orán, seu presidente, Silvina Rufino.